Pular para o conteúdo
Início » E-MAILS VAZADOS – CORONAVÍRUS RELACIONADO AO INFLUENZA

E-MAILS VAZADOS – CORONAVÍRUS RELACIONADO AO INFLUENZA

Por Vitor Schneider (Time 320)

O Dr. Paul Tone, ao contatar Anthony Fauci por e-mail, descreveu que a pneumonia causada pelo coronavírus poderia conter o mesmo mecanismo patogenético que o vírus influenza. Segundo ele, a superprodução de óxido nítrico causada pela pneumonia induzida por ambos os vírus, pode gerar espécies de oxigênio altamente reativas.

De: Paul Tone
Para: Anthony Fauci
03 de março de 2020
Assunto: Possível tratamento de pneumonia COVID-19

TRADUÇÃO:

Caro Dr. Fauci,

O óxido nítrico (ON) demonstrou contribuir para a patogênese da pneumonia induzida pelo vírus da influenza em modelo de camundongo (Zablockiene et al., 2012).

Zablockiene B, Ambrozaíte A, Kacergius T, Gravenstein S. Implicação do óxido nítrico na patogênese da infecção pelo vírus da gripe. Biologia 2012; 58 (1): 15-25.

A superprodução de ON na pneumonia pelo vírus da gripe resulta de uma estimulação sustentada da sintase de óxido nítrico induzível (iNOS) (Akaike et al., 1996).

Akaike T, Noguchi Y, ljiri S, Setoguchi K, Suga M, Zheng YM, Dietzschold 8, Maeda H. Patogênese da pneumonia induzida pelo vírus da influenza: envolvimento de óxido nítrico e radicais de oxigênio. Proc Natl Acad Sci US A. 19 de março de 1996; 93 (6): 2448-53.

A superprodução de ON na pneumonia induzida pelo vírus da influenza pode gerar espécies de oxigênio altamente reativas, peroxinitrito, por meio da reação de acoplamento radical de ON com superóxido [resultante de níveis aumentados de xantina oxidase (XO) induzidos pelo vírus da influenza

(Maeda e Akaike, 1998).

Maeda H, Akaike T. Óxido nítrico e radicais de oxigênio na infecção, inflamação e câncer. Biochemistr y (Mose). Julho de 1998; 63 (7): 854-65

O peroxinitrito causa lesão oxidativa no tecido por meio de reações potentes de oxidação e nitração de várias biomoléculas (Akaike e Maeda, 2000).

Akaike T, Maeda H. Óxido nítrico e infecção de vírus. Immunolo gy. Novembro de 2000;

101 (3): 300-8.

O papel crucial do ON na pneumonia induzida pelo vírus da influenza foi demonstrado em camundongos nocaute do gene iNOS: em inóculos suficientes para causar pneumonia consolidada e morte nos camundongos de controle do tipo selvagem, camundongos deficientes do gene iNOS sobreviveram com pouco histopatológico, evidência de pneumonia (Karupiah et al., 1998).

Karupiah G, Chen JH, Mahalingam 5, Nathan CF, MacMickin g JD. Eliminação rápida do vírus influenza A dependente do interferon gama e proteção contra a pneumonite em consolidação em camundongos deficientes em óxido nítrico sintase 2. J Exp Med.

19 de outubro de 1998; 188 (8): 1541-6.

Tanto a influenza quanto o coronavírus podem ter o mesmo mecanismo patogenético de indução de pneumonia, ou seja, superprodução prejudicial de ON (Óxido Nítrico).

Gostaria de apresentar a vocês minha ideia inovadora: suprimir a superprodução de ON em COVID-19 complicado para pneumonia com azul de metileno (MB).

Argumentos pro:

MB é conhecido como um inibidor de guanilato/guanilil ciclase, mas é principalmente um inibidor de NOS (nNOS e iNOS).

MB é um inibidor da geração de superóxido pela xantina oxidase e NADH / NADPH oxidases.

MB é uma pequena molécula capaz de penetrar em tecidos e células. MB foi administrado por via intravenosa em pacientes com choque séptico refratário e síndrome hepatopulmonar de cirrose hepática avançada.

O MB administrado por via intravenosa atingirá definitivamente as células onde a NOS é induzida por COVID-19 complicada por pneumonia em animais e humanos:

-Epitélio das vias aéreas (incluindo células epiteliais alveolares);

-Mcrófagos alveolares;

– Endotelio capilar / vascular (células endoteliais).

MB é um medicamento barato.

MB é uma molécula não tóxica em humanos. Existem apenas alguns casos de toxicidade MB publicados na literatura. Estes casos ocorreram em situações muito peculiares:

Anemia hemolítica em pacientes com deficiência de G6-PD

Neuropatologia grave após administração intratecal de MB

Lesão ocular após o uso tópico de MB

Necrose de tecido devido ao extravasamento de MB injetado

Atresia jejunal após AM intra-amniótica

Os inibidores da recaptação da serotonina (SRI) interagem com o MB, causando uma reação adversa grave consistente com a síndrome da serotonina.

Muito sinceramente seu,

Paul Tone, MD, PhD

Medicina Interna e Gastroenterologia

 

Tradução: Vitor Schneider

Compartilhe

Entre em contato com a gente!

×