Pular para o conteúdo
Início » E-MAILS VAZADOS – FALCI FALTOU COM A OBRIGAÇÃO MÉDICA DE DIZER A VERDADE PARA O MUNDO

E-MAILS VAZADOS – FALCI FALTOU COM A OBRIGAÇÃO MÉDICA DE DIZER A VERDADE PARA O MUNDO

Por Vitor Schneider (Time 320)

Ola Melhus, Chefe de Patologia do Centro Médico Regional St. Mary’s, expôs todo o seu conhecimento sobre a situação que o coronavírus desencadeou no mundo inteiro. Como descrito neste e-mail, Melhus afirma que o Covid-19 é um vírus desenvolvido de forma otimizada, e que se espalha rapidamente pelo mundo. Mas se fosse realmente mortal, quase todos morreriam, pois como os outros vírus disseminados na humanidade em outras pandemias, o coronavírus não é um vírus que mata, mas que abre uma “porta” na parede celular que permite que bactérias, como sempre presentes, invadam o corpo e criem uma superinfecção bacteriana agressiva. Comparando com outros vírus, a reação desencadeada no corpo sempre foi parecida. No final de seu texto, Melhus destaca:

“Você tem a obrigação médica de informar o mundo sobre a verdade”.

De: Ola Melhus
Para: Anthony Fauci
04 de maio de 2020
Assunto: CORONA e SUPERINFECÇÃO BACTERIANA

TRADUÇÃO:

Caros doutores,

Não sei se você recebeu esta informação.

Um vírus verdadeiramente mortal não pode se espalhar muito longe. Por quê? Porque as pessoas ficam doentes e morrem rapidamente. Em outras palavras, eles não podem espalhar o vírus ainda mais, o que é um pré-requisito para uma grande disseminação como a corona. A Covid-19 se espalhou pelo mundo.

A premissa é que não é muito perigoso, causa sintomas leves para a maioria das pessoas, muitas nem perceberam que estavam doentes. Mas o vírus tem fases diferentes no corpo, depois de um tempo ele entra em uma fase de repouso, você se sente melhor, mas o vírus ainda está presente e pode passar. Covid-19 é um vírus desenvolvido de forma otimizada que se espalha rapidamente pelo mundo. Mas se fosse realmente mortal, quase todos morreriam.

Até agora, em nossa longa história de 4 bilhões, não houve vírus ou bactérias transportados pelo ar. Sim, no “surto” do filme de Hollywood havia, mas era um filme. Por que não foi?

Se tivesse existido, este planeta teria sido um planeta morto sem vida. Teria matado todos os vivos. É possível que exista em algum outro lugar do universo, mas não aqui no planeta Terra. Agora não. Lembre-se de que esta não é a primeira vez que um novo vírus se espalha pelo mundo. O que está acontecendo agora aconteceu no início de nossa longa história.

Mas as pessoas morreram, você diz. Sim, mas o vírus não os mata. O vírus abre uma “porta” na parede celular que permite que bactérias, como sempre presentes, invadam o corpo e criem uma superinfecção bacteriana agressiva. É isso que os mata. Veja,

  1. Influenza e superinfecção bacteriana: iluminando os mecanismos imunológicos da doença.

Suscetibilidade reduzida

(d1y 2-3 pós-IAV Aumento de suscetibilidade {clay 6-7 pós • IAV)

FIG I Caminho comum.!) ‘S de $ umptibilit}’ para supennfectioru bacteriano pós-influenza. Logo após a infecção pelo vírus influenu, os camundongos apresentam sensibilidade reduzida para supainfecção, que é pelo menos inoperante devido ao aumento da produção de IL-13. Este em’lronment IL-I 3-ricb não permite a produção de IFN • ‘Y. permitindo fagocitose inalterada e depuração de bactérias. O rol, para qualquer neutropbili. ou macrófagos (fagócitos) em desarme intrínseco precoce com vírus Influenu Infecção Não estou investigado. Progressão de inRu, nz: uma infl’ção viTUS resulta em aumento de su.1apnbilit) • para infção secundária. A sinalização de IFN de tipo I (ou IL-27) inicializada em resposta a inlluenz.a Inftção de vírus resulta na produção regulada para baixo de IL-111 e 11-23 e resposta imune tipo 17 prejudicada. A inibição de IL-17 e IL-II induz a produção de peptídeos antimiaobW. A sinalização de IFN tipo I também reduz os níveis de neutrófilos diemoattr.ict: mts Cxdl e Cxc12 md podem induzir a formação de NETs. A IL-27 induzida durante a infecção pelo vírus influenza suprime ainda mais a produção de 11 ..-17, mas estimula a produção de citocinas regulatórias IL-10, que contribui para o aumento da suscetibilidade à superinfecção, presumivelmente pela alteração da resposta antiinflamatória lh • anti influenz; IA V, iniciação do vírus A inuenu. e este relata:

  1. Mortes por pneumonia bacteriana durante a pandemia de influenza de 1918-19
  2. A pandemia de influenza de 1918: percepções para o século 21
  3. Interações entre influenza e patógenos respiratórios bacterianos: implicações para a preparação para uma pandemia
  4. A sobrevivência durante a superinfecção bacteriana associada à influenza melhora após o tratamento com anticorpos monoclonais específicos para vírus e bactérias
  5. Papel predominante da pneumonia bacteriana como causa de morte na gripe pandêmica:

Implicações para a preparação para a pandemia de gripe.

Como isso pode acontecer? Como os médicos podem ser tão cegos. Eu tenho uma teoria sobre isso e aí vem:

Minha … (palavra ocultada) era psicóloga. Que ela descanse em paz no céu. —

Parece que o vírus corona afetou mais o cérebro de um determinado grupo da sociedade, a saber, políticos, médicos, jornalistas e outros com poder e posições na sociedade. O vírus não é perigoso para este grupo, mas abre uma porta na parede celular do cérebro que lhe permite entrar no centro do medo no cérebro.

Esta porta está fechada há muitos anos. Não tivemos nenhuma grande guerra e nada os ameaçou. Eles se sentiram invulneráveis. Convencidos de sua habilidade e grandeza superiores. Eles não apenas podem controlar as pessoas, mas agora podem controlar o clima abrindo a torneira do dióxido de carbono.

Se fecham, a temperatura cai, se abrem a temperatura sobe. Eles não sabem que o sol é 109 vezes maior que o nosso planeta. 109 vezes. Parece tão pequeno quando olhamos para o céu. Eles pensaram que podem controlar tudo.

Então veio o VÍRUS, eles recebem um despertar abrupto. Eles ficam assustados. Os políticos adoecem e morrem. Médicos morrem. O cérebro é atacado pelo vírus do medo. Eles não podem mais pensar com clareza e lógica. O pânico está próximo, eles são lembrados de sua própria mortalidade. Exatamente como um vírus em um computador. Ele diminui a velocidade e se torna inutilizável. É o que acontece quando um vírus do medo ataca o cérebro.

Aqui, onde moro, há pânico em mais de 1600 casos confirmados. A televisão está falando de “pessoas infectadas” quando há “casos de laboratório confirmados”. São duas coisas diferentes. Enganando o povo. Por que entrar em pânico com mais de 1.600 infectados?

Fechando todos os negócios não necessários, todas as escolas, exceto supermercado, posto de gasolina, bancos. Você não pode sair depois das 17h. Se você fizer isso, será preso.

Por quê? Eles estão assustados. Porque a classe dominante está com medo. Todos com essas máscaras. Médicos chorando na televisão. O presidente com máscara. Eles estão assustados. Doutores. Jornalistas. Políticas. 2020. O ano em que o mundo ficou completamente louco.

Você tem a obrigação médica de informar o mundo sobre a verdade.

Atenciosamente,

Ola Melhus

 

Tradução: Vitor Schneider

 

 

 

 

Compartilhe

Entre em contato com a gente!

×